Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio KD Inovações Tecnológicas

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


DIGA-ME COM O QUE E ONDE ANDAS...



					    
ESTÓRIA LONGA DE UMA VIDA E ESTÓRIA CURTA DE UM SAPATINHO... 1 - O FILHO MAIS VELHO - Há vantagem ou desvantagem de se nascer antes? Primogênito... Quando garoto, ELE achava que o avô viajara muito, talvez existisse uma tia distante e um primo chamado Gênito. Custou a descobrir a carga pesada que levaria sempre nos ombros: o-mais-velho-não-um-mandão-e-sim-um-exemplo-bom-a-ser-seguido. VANTAGEM - Uma universidade norueguesa e outra norte-americana resolveram medir o QI (quociente de inteligência) do ‘filho antes’ e ‘do/-s filhos/-s’ depois, num total de 12 mil entrevistados, e concluiu diferença de 3 a 5% (só este percentualzinho milimétrico?) a favor do primogênito, talvez porque recebam mais atenção dos pais quando pequenos, mas na minha opinião é aquela obrigação mesclada com o orgulho de dar o exemplo. Deve ser isto mesmo. Crescimento interno. (Por fora, 1.80.) DESVANTAGEM - No campo emocional, sempre gotas (ou copo cheio?) de rejeição quando surge o segundo filho, mas a cegonha não aceita levá-lo de volta. Ah, e se agora vierem mais? Duas meninas, por exemplo. Quatro?! Em geral, esses primeiros dois irmãos não convivem muito bem na infância (depois se acostumam e se amam), disputando o amor e a atenção dos pais, a Bíblia já falava isto - a tragédia de......... em ordem alfabética, ABEL versus CAIM, porque jamais sei quem matou quem - ‘mosquinha’ aqui do lado disse que o assassino foi Caim, manchete de todos os jornais na época, nacionais e internacionais. Inveja ou ciúme? Sei lá - o primeiro ‘milk shake’ emocional do Paraíso. FREUD talvez nem soubesse ou de fato não quisesse explicar: apegou-se mais aos gregos... 2 - MERGULHO FILOSÓFICO - Certo dia, rapazelho, não muito garotote nem muito velho, ELE se colocou diante de um espelho, viu-se projetado, foi para longe, evidentemente a imagem sumiu, mergulhou em seu próprio interior: “Quem sou eu? De onde vem o mundo? De onde viemos? Pra onde vamos? Que fazemos aqui?” Para os antigos gregos, a vida dos indivíduos era determinada pelo destino. Haviam indicado um livro, “O mundo de Sofia”, de Jostein Gaarder, Cia. das Letras... Páginas? 564. Muita coisa: bateu preguiça. Lembrou-se de ter tentado uma conquista amorosa: “Vocè sabia que seu nome em grego significa sabedoria?” Sabida foi ELA que imediatamente o despachou, “...um chato intelectual...” - pensamento da fulana. Passaram-se alguns anos, ELE com ideia fixa de sair pelo mundo. Neste “Pra onde vamos” - acabou indo: foi! Fez contato com um amigo distante (na infância e na geografia), gerente em lojão de calçados, arrumou as malas, despediu-se dos pais e foi morar numa cidade maior. Sobreviveu. 3 - A CAMINHO DO MAR - Bom, fez curso de oratória, musicalidade da voz e expressão corporal. Na sala de aula, políticos já eleitos, outros a se elegerem e uma leitora de contos de fadas em escolas que se derreteu todinha com ELE. Fingiu não perceber. Sentiu-se um tanto deslocado no ambiente, porém jamais desistiria... A ideia inicial era ser fisgado por uma sereia de verdade, cantadoríssima, como na estória d e ULISSES voltando a Ítaca (dez anos na Guerra de Tróia, outros dez envolvido com o mulherio atrasando seu caminho para casa), e saber “cantá-la” nos mínimos detalhes. Caminhou por muitos quilômetros de praia, nenhuma deusa, meio-mulher, meio-peixe (também nenhum mapa de tesouro ou odalisca-gênio dentro de garrafa), depois foi informado que sereias somente em rios e lagos, ultimamente muitas tinham sido vistas no interior do Estado de São Paulo. Mas como nunca viu nenhuma, se viera justamente de lá? 4 - CHÃO DE ESTRELAS - Eram dias tão atribulados que mal tinha tempo para pensar, muito menos olhar para os lados, conhecer vizinhança da esquerda ou da direita, namorar. Dezembro... loja cheia de segunda a segunda. Cansadíssimo ao final do dia. Porém, como BILAC, de volta para casa (hóspede ainda do amigo, com esposa e sete filhos!), olhava para o céu, tentava (ver e) ouvir estrelas. Pesquisou. Informação desagradável é que na Constelação de ÁRIES as estrelas são mais fracas, o CARNEIRO-símbolo tendo perdido seu pelo de ouro; agradável que da Constelação de GÊMEOS caía sempre a melhor ‘chuva de estrelas’ de todo o ano. Invocou CASTOR e PÓLUX, pediu uma bênção. O telhado não era de zinco, mas milagrosamente o chão ficou todo salpicado de estrelas. 5 - A DEUSA DA MINHA RUA - A moça surgiu do nada toda rebolativa. Jeans azul clara, blusa num tecido metálico prateado, brilhando como as estrelas do céu. Pediu uma sandália de tiras fininhas. “Para combinar direitinho com esta blusa, viu, moço?” Como não ver?! Era mulher de se ver, nem perguntar o nome, jogar a ratinha baixinha no ombro e carregar para casa. Aquele rosto não era totalmente desconhecido. Continuou: “Minha mãe recomenda sempre: Diga-me com o que e onde andas (riu)... Ué, por que a folhinha de parede, nesta loja, parou em 13 de abril? Abandonadinha, coitada...” ELA chegou perto, olhou, alguém marcara com batom o tal 13, Dia Internacional do Beijo. ELE, totalmente desiludido, porque as estrelas não o haviam atendido. Não se conheciam na intimidade e sem que ELA dissesse alguma coisa de interesse mútuo, ELE comunicou ter desligado o celular para sempre. ELA agora perguntou, ansiosa: “E como vai se comunicar comigo?” Resposta dele vapt-vupt: “Assim!” - puxou-a e o beijo foi um nunca visto (exagero do contista!) em toda a estória do cinema e do telenovelismo mundial. (Na cabeça dele, isto era hora de pensamento idiota? “Em Berkeley, Estados Unidos, encontraram metais tóxicos e chumbo em 32 amostras de batom vendidos por lá...” Não falou. Ainda bem!) Só então ELA se apresentou: “Meu nome é SOFIA IÁRA...” Sofia, sabedoria grega, Iára, a desejada sereia de seus sonhos. Moravam lado a lado, sem nunca terem antes reparado muito um no outro. Casaram um mês depois. ---------------------------------------------------------------------------- FONTES DE INSPIRAÇÃO MISCELÂNICA: Crônica de ZUENIR VENTURA - Jornal O GLOBO, Rio, 11/5/13. HQ - A CABEÇA É A ILHA, de André Dahmer - mesmo jornal, 3/11/12, e O MENINO MALUQUINHO, de Ziraldo - mesmo jornal, 24/2/02. Canções brasileiras - CHÃO DE ESTRELAS - autores Sílvio Caldas e Orestes Barbosa (1935/1937), cantores Sílvio Caldas e outros contemporâneos - A DEUSA DA MINHA RUA - autores Newton Teixeira e Jorge Faraj (1939/1940), cantores Sílvio Caldas e outros contemporâneos. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2013
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 252 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Aqui, você misturou você-você (as verdades), embaralhou um monte de assutos doidos e fez uma salada perfeita. Parabéns!

Postado por lucia maria em 12-10-2013

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.