Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio BAC

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


ANO NOVO JAPONÊS



					    
No Japão, país de religião xintoísta e budista, o feriado de NATAL, para nós nascimento de Jesus Cristinho, é... inexistente. Um dia de trabalho normal! Feriado nacional dia 23 porque é aniversário do Imperador. Quando muito, pode-se mesmo dizer que a tradição dos presentes é reservada às crianças a mesmo assim não há muitos anos. Em todo caso, a ceia é um jantar em família e depois um bolo, geralmente coberto do creme de leite batido e morango, o chamado kurisumasu keeki (Christmas cake), mas entre os jovens a festa é nada cristã, casal de namorados passam a noite num quarto de hotel reservado com meses de antecedência ou encontram amigos para eventual troca de lembrancinhas - nos dois casos, bolo é item obrigatório. Somente em 1876 os japoneses adotaram o calendário gregoriano e passaram a comemorar a passagem do ano com o Ocidente, porém à moda deles. O ANO NOVO é o dia da confraternização e a data mais importante do ano - três dias de festa, SHOGATSU, aí o Japão pára na grande festa japonesa. Empresas (fábricas ou escritórios) fecham por dez dias em férias coletivas. Num costume muito antigo, era recomendado não fazer nada, nem cozinhar, para não afastar na passagem de ano o Deus da Felicidade. Tempo de grande folga significa muitas viagens, percorrendo enormes distâncias dentro de um trem- ba la. No geral, as portas das casas são decoradas por dois pinheiros (kado- matsu) que garantem vida longa; atrás, são colocadas três hastes de bambu, representação das virtudes. No alto, a corda sagrada (shimenawa). Tiras de papel branco simbolizam prosperidade e longevidade. Para afastar o mal e as impurezas do ano que acaba, realizam uma limpeza geral da casa (susuharai) para o ano começar com bons fluidos e muita alegria. Várias iguarias são preparadas: saquê especial (toman tosso), algas marinhas (kombu), ova de arenque (kaseunoko), o tradicional bolinho de arroz (moti), outro bolinho cozido de arroz com algas e legumes (ozoni) e o infalível macarrão japonês com carne e legumes (soba), servido especialmente nessa ocasião. Filhos desenham e fazem cartões de felicitações com a primeira caligrafia (shodô) Na noite de 31, as famílias se reúnem e a garotada ganha dinheiro dentro de envelopes. No último jantar do ano, come-se uma espécie de feijão preto (honestidade), arroz (fartura) e bebe-se o saquê (boa sorte). À meia-noite, ir aos santuários pedir novas forças e enfrentar enormes filas. Existe a tradição milenar que leva os japoneses a visitar os templos onde procuram o papel do destino, isto é, seus horóscopos - se encontrarem predições favoráveis, a pessoa leva o papel e cuida para não perdê-lo; se desfavoráveis, colocar o papel no muro do templo, numa árvore próxima ou jogar num bosque. Segundo o budismo, importante ouvir, mesmo de longe, as 108 bada ladas de sinos que representam os 108 pecados do homem. No segundo dia, amigos se visitam e as crianças jogam cartas (iro-haraguta) e gamão (sugoroku). No bairro da Liberdade, em São Paulo, onde se concentra grande parte da colônia japonesa, as ruas são ricamente iluminadas para o SHOGATSU - grupos folclóricos apresentam danças regionais e há trocas de presentes entre amigos e familiares. Para ganhar um gole de saquê e um bolinho de arroz, mais de mil (só?) pessoas comparecem a essa tradicional festa de rua. Aqui no Brasil, nunca esquecer o romã... Sim, porque um ano novo é a eterna esperança do início de uma nova etapa na nossa existência! F I M
Copyright ATHINGANOI © 2013
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 184 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Claro que o autor passeou da Liberdade e fez pesoalmente as pesquisinhas com alguma ratinha japonesa................ (Esmprestei você.) Parabéns!

Postado por lucia maria em 07-12-2013

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.