Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio KD Inovações Tecnológicas

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


DOIS "AMORES", TRÊS...AO MESMO TEMPO?



					    
Era harém legalizado – sultanato, poder absoluto, outra cultura, tradição tribalista, mesmo assim decadente nos dias de hoje: “...quantas esposas (e os filhos?) possa sustentar”. Ah, e quantas ‘benditas’ sogras na bagagem?! Gênero masculino buscando novas fórmulas. Cultura vai-se ocidentalizando devagar. Na nossa civilização, melhor procurar a pessoa certa, uma só, para relacionamento duradouro. Elementos necessários – ele, ela e o amor. No início da paixão, ignoram-se os defeitos de um e de outro, em um e em outro... (Ou narcisismo ainda não percebido: “Eu me amo, você tem que me amar também.”) Corações entregues incondicionalmente – lado a lado, tudo bom e lindo... Serestas e serenatas... Aí, quando o fogo da paixão dilui, nenhum ajuste ou negociação, expectativas se frustram, instala-se a intranquilidade, surgem dúvidas, fim da parceria, ferrugem... malogro a caminho. Entram terceiros, amantes além da porta e da imaginação - começam os relacionamentos aventureiros, sedutores, inquietos, um após outro ou acumulados com o cônjuge de casa. Surgem cobranças de parte a parte, emoção mais nenhuma compartilhada, esfriamento final, raiva mútua. Antídoto nenhum. Não era amor. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2015
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 103 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Infelizmente impera o não amor nas ligações precipitadas. Amor tem que ser a dois, encantamento em ambos. Parabéns!

Postado por lucia maria em 13-06-2015

Infelizmente impera o não amor nas ligações precipitadas. Amor tem que ser a dois, encantamento em ambos. Parabéns!

Postado por lucia maria em 13-06-2015

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.