Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio ebook Vigilante

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


EM (séculos e) DÉCADAS BEM ANTERIORES-PARTE II



					    
115 / 2016 - Crônica EM (séculos e) DÉCADAS BEM ANTERIORES – PARTE II ATHINGANOI Sim, com tanta campanha feminista a mãe de hoje – nível universitário ou analfabetazinha – se ofende se for chamada ‘apenas’ de “cuidadora do lar”... O segundo domingo de maio só perde para o Natal: é a segunda principal data do comércio brasileiro. Na era de Getúlio Vargas (presidente da República, não aprenderam na escola?), Dia das Mães criado precisamente em 1932, os anúncios a colocavam em paralelo a... ‘móveis e utensílios’, linguagem contábil, e até os anos 70 classificada, discreção acima de tudo, como ‘irmã’ dos presentes que teoricamente a festejavam – formas e panelório, geladeira, aspirador de pó, enceradeira... talvez um radinho de pilha. O sentimento familiar era mais de gratidão pelos serviços prestados; egoístas, doadores pensando em seu próprio umbigo... sem piercing naquele tempo antigo. Casa em progresso. É, o tempo passa e a mulher evoluiu. Mais uma década, e surgiu o Dia dos Namorados, ao final dos anos 40! Dessa vez, porém, com troca de presentes – um “toma lá, dá cá”. Anúncios iniciais sugeriam para ELAS ferro de passar roupa e aspirador de pó (“guardar para enxoval”, o ofertante economizando os cruzeiros de futuros ordenados – serviçais, então artigo de luxo!), meias de nylon americano (caíram de moda: as meias, não o país), cinta térmica para afinar cintura e diminuir gordurinhas desagradáveis (celulite não mencionada ainda: ah, as atuais academias, as hidros e a bicicleta ergométrica a divertem muito mais...), colônias e perfumes preferencialmente franceses (agora você vai lá no catálogo quase popular das revendedoras, sem crediário)... Para ELES, barbeador elétrico nada descartável (atingiam as bodas de prata?), gravata (símbolo de forca?), pijama (idem guardar), binóculo (olhar à distância o futebol, a corrida de cavalos... e a sogra). É, o tempo passa e a moral evoluiu. Come-se a merenda antes do recreio... Na atualidade, o prazer acima (autor assume o proposital duplo sentido) de tudo: ‘mezzo a mezzo’ a despesa com a gasolina e, ‘mais tarde’ (preciso explicar a medida do tempo no relógio?), até mesmo o jantar... no motel. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2016
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 55 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Quem se atreve a me presentear com geladeira, freezer ou panelório??? Boas sugestões - vestido de seda pura... cerejas em calda... passagem aérea paraRoma, Paris ou Atenas, Parabéns!

Postado por lucia maria em 27-06-2016

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.