Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio ebook Vigilante

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


A DANÇA DA MORTE: STRIND... BERGMAN



					    
Ensaio de quatro semanas da peça teatral interrompido por dois anos e meio, quando a polícia sueca (e é tolerantíssima!) entrou repentinamente na sala do Teatro Real de Estocolmo, em 1976, para deter BERGMAN por sonegação de impostos (puxa, “lá” também?). Não conversou com os repórteres (repercussão mundial), embora aparentando bom humor. Em seguida, teve rápido colapso nervoso, declarando-se impedido de exercer sua criatividade no país. Depois desse tenebroso tempo, retornou aos ensaios da peça. Quando voltou à Suécia, declarou a um jornal local que continuaria o que iniciara... (Antecipou em décadas o atualíssimo já clássico ‘meme’ brasileiro “(mais água no feijão /ou no chimarrão?/ que) estou voltando”...) A DANÇA DA MORTE, peça escrita por STRINDBERG, em 1907 (antiguinha...), após a crise de INFERNO (minha avo filósofa sempre dizia que com o diabo não se brinca). /Neste ‘inferno’, 1897, autobiografia, grave relato pessoal de crise psicótica quando vivia em Paris: extrema e lúcida descrição da doença mental de que padecia com ‘perseguições’... A arte e sua relação com os estados de sanidade e de loucura./ Tema da peça da ‘dança’ é casal, há 25 anos juntos, unido pelo ódio, em sofrimento e culpas recíprocas. Dois fracassados: capitão de artilharia que adoeceu e não seguiu a profissão e atriz que Interrompeu carreira pelo casamento. Terceiro personagem, pela crise do casal, envolve-se num triângulo. Marido, para mostrar vigor, executa a dança do sabre, sofre um ataque cardíaco, cada vez mais frágil, vira uma espécie de ‘vampiro’ do rival (em que sentido?) que depois foge. O casal, agora sozinho, retoma a vida ‘normal’, de sofrimentos eternos: “Esquecer o passado, continuar a viver...” - palavras do capitão. Tal como BERGMAN, muitas décadas antes STRINDBERG saíra da Suécia quando o tribunal o absolveu por ter escrito uma peça considerada obscena. BERGMAN, o cineasta, manteve por muito tempo uma propriedade particular na Ilha de Faro, sem compromissos comerciais, com um fotógrafo, apenas brincando de fazer cinema.] NOTADO AUTOR AUGUST STRINDBERG - 1849/1912 . Sueco. Dramaturgo, romancista realista, novelista, contista e ensaísta. (Muito “...ista!”) Um dos criadores da moderna literatura nórdica, ao lado de IBSEN, KIERKEGAARD e ANDERSEN; também do moderno teatro ocidental, com temas contemporâneos em linguagem coloquial, e a revisitação moderna de sagas do folclore escandinavo - não feitos de grandes heróis e sim o herói mínimo e obscuro, e o anti-herói: fábulas de conteúdo moral, antecipando a literatura fantástica. FONTE: “Bergman na Suécia recomeça A Dança da Morte” - recorte muito antigo não identificado. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2016
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 48 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Dizer Bergman é dizer intelectualidade forte. Cinema e teatro que fazem pensar... pensar. Parabéns!

Postado por lucia maria em 25-11-2016

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.