Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio ebook Vigilante

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


CHOVEU,CHOVEU CATUMBI ENCHEU!



					    
Bom, a senhora perdeu um filho bastante moço com quem morava e uma das filhas ofereceu casa para ficar durante o dia, e circulava entre a casa de outra filha também; iria à noite para o quarto que ocupava no mesmo bairro carioca, perto do centro da cidade. Chegou-se a um “acordo” que a neta mais nova (não consultada!) dormiria em casa da avó, escola pela manhã e depois as atividades prosseguiriam normalmente. Passavam sempre na padaria de esquina - gostoso um docinho antes do sono. Quase ao amanhecer, barulhada sobre o telhado de zinco - raios e trovões, delícia! Eparrei, Iansã! Impossível sair à rua, mas a danadinha inventou uma prova... Banho, uniforme da escola, saiu. As enchentes no bairro eram tão famosas que aconteceu música num carnaval. Lagoa enorme! Caminhou (ou nadou em pé?) agarrando-se a grades das casas. Ma-ra-vi-lha! (Com Noé, no tempo da bicharada, deve ter sido melhor ainda.) ELA e muita gente a caminho do trabalho: uma única estudante abusadazinha. Pouco “nadou”, chegando molhadíssima a um botequim pé-sujo... também de esquina como a maioria das padarias (não sendo de esquina, clientela desaparece). Gastou o dinheiro do bonde - meio da década de 50 -, ida e volta, num pastel engordurado e frio e numa fatia magra (açúcar ‘magro’?) de goiabada. Vive la liberté! Feliz como pinto no lixo... A água a molhara ainda antes da cintura - não chegou a imitar MARIA LENK... NOTAS DO AUTOR: 1--CATUMBI - Termo derivado da expressão tupi “ka’á-t-~ubi” que significa “a folha azul” - ou “rio à sombra”? Um dos bairros mais antigos do Rio, bem central, arrabalde elegante de sobrados de classe média alta, citado nas obras de MACHADO DE ASSIS (a famosa chácara do personagem... - romance MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS, em folhetim na Revista Brasileira, 1880), reduto da comunidade ibérica de ciganos calon a partir do século XIX; decadência e corredor de passagem na década de 60 com a construção do Túnel Santa Bárbara (Catumbi - Laranjeiras). // Música “Choveu, choveu, Catumbi encheu!” - autor BRAGUINHA (conhecido como JOÃO-DE-BARRO). 2--LEIAM meu conto “Cadê a chuva, cadê...?” - mesma personagem, mesmo tema, outra visão. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2016
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 85 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Conheço o bairro, classe alta no tempo muito antigo, local hoje dividido pela costrução do túnel também um tanto antigo. Herança familiar - amo chuva. Parabéns!

Postado por lucia maria em 25-11-2016

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.