Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio ebook Vigilante

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


BALADA DO AMOR ATRAVÉS DAS IDADES: CDA



					    
De um velho caderno escolar para o mundo: 1---Carlos DRUMMOND de Andrade - Primeiros estudos em Minas Gerais; em 1918, interno, Colégio Anchieta, da Companhia de Jesus, em Friburgo/RJ, expulso no ano seguinte após incidente com o professor de português. Formou-se em Farmácia (nunca exerceu) e vivia de lecionar Português e Geografia em Itabira/MG, cidade natal. 2---Poema BALADA DO AMOR ATRAVÉS DAS IDADES Tema - abstrato, idéia, conceito // Assunto - concreto, estória, narrativa // Síntese do tema - “amor, sentimento indestrutível e imutável” // Balada - pequeno poema narrativo de assunto lendário ou fantástico // Épocas literárias e estrofes - estrofe 3-trovadorismo (séculos XI-XII); 4-romantismo (século XIX); 5-modernismo (atualidade) // Mulher amada - sempre o herói de cada época tem que lutar para conquistá-la - pequenas estórias de amor em épocas diferentes: Primeira estrofe - Antiguidade clássica - episódio lendário na primeira estrofe - Guerra de Troia: Ulisses, personagem mitológico grego, invadiu Troia com um cavalo de pau cheio de guerreiros, para resgatar Helena - livro “Ilíada”, de Homero / Segunda - Antiguidade romana - invasão da Península Ibérica e primeiros cristãos (catacumba, circo, leão) - romanos em 197 a. C.; invasores bárbaros, século V (não mencionados) / Terceira - Idade Média, luta entre cristãos e mouros - invasores árabes, de VIII a XV - índices do início da nacionalidade portuguesa - terceira estrofe: mouro invasor, bergantim (embarcação antiga, tipo galé), sinal-da-cruz (catolicismo) / Quarta - Idade Moderna, Revolução Francesa (guilhotina) / Quinta - Idade Contemporânea, Paramount (cinema) // O que cada estrofe ‘sugere’... - filmes antigos de aventuras e amor, superproduções / poema em crítica divertida à concepção de amor que os filmes heroicos veiculam // Oposições I - 1-grego X troiana; 2-soldado romano x cristã; 3-pirata mouro X cristã; 4-cortesão devasso X freira // Semelhanças - 5-moço moderno = loura notável; “remo, pulo, danço, boxo” = boxa, dança, pula, rema” // Oposições II - estrofes de 1 a 4 - passado e desfecho trágico: morte X estrofe 1 - presente e final feliz: casamento // Linguagem modernista - versos brancos (sem rima), frases curtas, vocabulário-linguagem coloquial: “te gosto”, uso de tu e você, “comeu nós dois” etc. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2017
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 56 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Lindo! E em 2012...13...14...15...16...17? Cavalheiro/cavaleiro ainda barroco de chapéu de plumas? Parabéns!

Postado por lucia maria em 14-02-2017

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.