Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio Autores & Leitores

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


FELIZ ANIVERSÁRIO?



					    
Meu tio! ELE não podia se queixar da vida amorosa, pois estava envolvido ao mesmo tempo com TRÊS mulheres. Uns dez anos mais novas, bem apresentáveis e livres: UMA loura legítima DUAS morenas de tonalidades diferentes que o visitavam em dias alternados e ELE as visitava alternadamente também. Sortudo e cretino! Ou esperto? Trabalhavam juntos no mesmo local. ELAS perguntavam “quando é que NÓS...” Aí, ELE prometia casamento, pedia segredo, “não contar nem para a melhor amiga”... Enrolava as TRÊS na maior cara de pau. Cínico e simpático ao mesmo tempo. Boa figura física, quase tipo galã de telenovela ou BBB. Pele bronzeada de muita praia e mistos cabelos precocemente cinzentos. Altão e corpo modelado. Gostava de ser sozinho, nada de compromisso sério. Mulher apaixonada acredita sempre. Nestas voltas da vida, estava trabalhando como... trocador de ônibus. Moça bonita entrava pela porta de saída, sem pagar - ELE mesmo oferecia. As mulheres? UMA era solteira, escrituraria, e dava adeusinho para ELE de uma janela no primeiro andar, prédio da empresa de ônibus. OUTRA era divorciada, cantineira, e fazia sempre os sanduíches especiais de que ELE gostava: carne assada com alface no pão francês quentinho ou patê árabe de grão de bico ao azeite no pão preto fatiado. A TERCEIRA, viúva, estudou direção de veículos e às vezes dirigia o ônibus para o qual ELE estivesse escalado no dia. Sexo versátil muito bom. Cada qual de um jeito, mas pra ELE bacantes maravilhosas. (Talvez um dia, com muita psicologia e sutileza, conseguisse reuni-las na mesma noite, com o risco de que não sobrevivesse e deixasse TRÊS viúvas ardentes.) Todas “colegas de trabalho”! Beijavam-se no rosto respeitosamente, mas ELE era discreto, o mais reservado possível fora da cama. Véspera do aniversário dele. Aquariano. Programou “festa” íntima em casa, isto é, um jantar caprichado, vinho tinto, um bolo... e comemorar na horizontal. Comprou uma carne especialíssima, temperou no capricho, recheou com linguiça calabresa e cenoura, pediria para assar num restaurantezinho ao lado de casa, forno da melhor qualidade. Os outros pratos eram mais fáceis. ELE cozinhava muito bem. Mesmo assim, um cardápio e tanto! Mas jantar com qual das TRÊS? Complicado. Pegou três moedas e cuidadosamente colou a letra inicial de cada UMA, giraria as moedas e decidiria na sorte a quem convidar. Na primeira tentativa, rodou as moedas na mesa da sala, uma a uma, as três letras ficaram para baixo. Na segunda tentativa, outra vez uma a uma, as três letras ficaram para cima. Nenhuma especificamente... Na terceira tentativa, a luz faltou por minutos, assustou-se com a escuridão súbita, moedas caíram ao chão antes mesmo de rodá-las. Nenhuma... (Leitor já sabe.) Pelo sim, pelo não, acordou bem cedo e já deixou o ambiente organizado. Mesa com toalha branca, renda em volta, flores num balde com água para arrumar no vaso na hora do jantar, louça europeia herdada do pai, xícaras douradas para o cafezinho, castiçal grande com duas velas azuis e... ...ao contrário de receber, um presente para a convidada - camisola vermelha de seda e rendas, que ELA colocaria e ELE em segundos tiraria, tamanho médio (eram todas magras). Ensaiou o discurso de sedução. Convidaria pessoalmente (qual delas?) com a romântica mentira do “adoro você, minha princesa: ninguém pode saber da nossa noite especial”. Extraordinariamente, seria sem camisinha... Malabarista certeiro com as palavras. Sem precisar magoar ninguém, teve a desagradável notícia de que nenhuma das TRÊS compareceu para trabalhar, todas com motivo justo e sério. À noite, ficou triste. Ninguém no seu 47º aniversário?!... Apagou a luz. Apartamento não de todo às escuras porque acendeu as velas do castiçal. Sim, cantaria para si próprio a cançoneta do PARABÉNS nos dois idiomas. Nem chegou a começar... Porta aberta, o vizinho do lado, amigo desde mocidade longínqua, acabando de chegar do trabalho, espiou a casa dele. Teve ideia de convidá-lo pois não queria jantar sozinho. Pra quê chamou? A primeira coisa que o cidadão fez, foi perguntar se estava faltando luz somente ali. Íntimo, acendeu a sala e assoprou as velas. Aniversariante não conseguiu reagir. Amigo não reparou na casa mais enfeitada nem perguntou o motivo do convite. Veio a comida em estreantes travessas inoxidáveis. Grosseiramente, perguntou em voz bem alta se não havia feijão preto. Havia um restinho na geladeira. Dono da casa aqueceu no micro ondas rapidinho. Convidado pediu um prato fundo - veio o prato fundo. Convidado colocou o feijão, arroz de forno (catou e dispensou na toalha engomada as bolinhas de ervilha, pedaços de cogumelo e azeitonas miúdas), serviu-se de purê d batata (com creme de leite e provolone), salada colorida, fez a ‘montanha’ de comida no prato fundo, picotou com a mão duas fatias de carne, arrumou por cima e... (dono da casa, decepcionado, não abriu o vinho) - “Eu me distraí... Tem farinha? Não como sem farinha... Esqueceu que sou nordestino?” Coroou a comida com chuva de farinha de mandioca e comeu tudo bem ligeiro com uma colher de sopa. (Cafezinho em xícaras finíssimas com mais de cem anos? Meu tio não serviu nem no copo de geleia...) Saiu sem agradecer, dando tapas no estômago... Aniversariante em total estado de choque! F I M
Copyright ATHINGANOI © 2017
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 68 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Queria todas, terminou sem nenhuma............... Niver sem graça. Parabéns"

Postado por lucia maria em 04-03-2017

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.