Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio KD Inovações Tecnológicas

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


ESTÓRIAS CARIOCAS SEM CRONOLOGIA-PARTE XXVII



					    
TIRADENTES - dentista, tropeiro, minerador, comerciante, militar e ativista político. --- A tragédia da Inconfidência Mineira deixou rastros no Rio de Janeiro, sem dúvida alguma. --- Nem sempre tudo oficialmente documentado, mas em registros extra oficiais. Repito: dúvida nenhuma! ---O alferes /soldo de 24 mil réis/ JOAQUIM JOSÉ DA SILVA XAVIER estivera na cidade em 1778, onze anos antes dos acontecimentos que culminaram com sua execução, fazendo parte do contingente de cavalaria sob o comando de um também futuro conjurado, tenente-coronel Francisco de Paula Ferreira de Andrade - desceram da Capitania de Minas Gerais para reforçar na capital da colônia a segurança sob ameaça de uma invasão espanhola. A tropa (documentos localizados na coleção “Casa dos Contos”, na Biblioteca Nacional) esteve em vários lugares cariocas, inclusive Copacabana, imenso areal com muitas pitangueiras, mas que poderia servir de porto para desembarque. A partir daí, afeiçoou-se à cidade e pelos problemas locais - já muitos, na época (daria excelente vereador de cabeça honesta!) -, dirigindo requerimentos às autoridades do Reino no sentido de obter concessão para obras relativas ao abastecimento de água, construção de moinhos e trapiches - as eternas complicações burocrático-administrativas de demora atrapalharam sua oferta de ajuda à cidade. Nos tempos livres, exercia seus dotes de dentista entre a gente humilde, ação esta documentada nos “Autos da Devassa” nos depoimentos de diversas testemunhas. --- O Rio foi palco dos principais episódios da Inconfidência Mineira, supremo acontecimento na vida do otimista sonhador alferes Xavier. Nesta cidade se iniciaram as conversações sobre as possibilidades de sucesso de um levante contra o domínio português. Também no Rio as primeiras prisões, inclusive a de Tiradentes, em fortalezas, presídios e no hospital da Ordem Terceira da Previdência, no largo da Carioca, centro da cidade. O julgamento pela Alçada (área de atuação) e a execução foi seguida de solene comemoração religiosa na Igreja do Carmo, encerrando a série destes fatos de tentativa de libertação. --- Detalhes urbano-geográficos: Um mapa com a palavra ‘forca’, datado de 1785-1760, arquivado na Biblioteca Nacional, mostra o local exato da execução do alferes, na atualidade esquina de avenida Passos com a rua Buenos Aires. Possível reconstituir as últimas passagens da vida de Tiradentes: passara algum tempo na Igreja de Nossa Senhora Mãe dos Homens, na atual rua da Alfêndega; preso em maio de 1789 numa casa-refúgio na rua dos Latoeiros (atual rua Gonçalves Dias, versão sobre erguido no local o posterior prédio da famosa Confeitaria Colombo) e levado para uma cela na ilha das Cobras (hoje Arsenal da Marinha), submetido a vários interrogatórios até se assumir como líder. Na sentença, a rainha D. Maria I determinou nove prisioneiros e um condenado à morte, escolhido Tiradentes que era o mais pobre do grupo e numa atividade pouco valorizada. A última noite do herói foi na Cadeia, onde está hoje o Palácio Tiradentes, com estátua do Inconfidente. Saiu da cadeia na manhã de 21 de abril de 1792, vestido com uma tal de ‘camisa /camisola/ de onze varas’ (traje inicial na Inglaterra para os condenados à morte - tradução da expressão popular é “estar em sérios apuros”) e, segundo lenda, teria beijado mãos e pés do carrasco; seguiu pela rua da Cadeia (atual rua da Assembleia), depois largo da Carioca e rua do Piolho (atual rua da Carioca), assistido missa no Campo da Lampadosa, igreja com este nome e enforcado no local já descrito, totalmente careca. Nunca teve barba, bigode e cabelão - em 1889, a República tinha caráter agnóstico e o principal objetivo foi substituir imagens de santos por figuras históricas; daí, Tiradentes assemelhou-se a Cristo. O corpo foi esquartejado e cada pedaço enviado para lugares onde ele pregara idéias libertárias. --- O poeta arcádico e advogado CLÁUDIO MANUEL DA COSTA, participante de algumas reuniões dos conspiradores, preso em 1789, suicidou-se ou, o mais certo, foi assassinado na prisão. --- O idem ibidem TOMÁS ANTÕNIO GONZAGA, nascido português, foi preso e degredado para Moçambique, onde reconstruiu a vida e casou com a filha de um rico... mercador de escravos. --- Oh, sim, mais tarde - aqui entra o latim -, projeto dos inconfidentes virou depois bandeira oficial de Minas Gerais com o triângulo maçônico e a famosa frase “Libertas quae sera tamen”, liberdade ainda que tardia. NOTAS DO AUTOR: 1--O nome praça Tiradentes surgiu muito tempo depois, em 1890. 2--Século XIX - a pintora viajante inglesa MARIA GRAHAM escreveu um livrão sobre as matas cariocas, os bichos que encontrava nos passeios a cavalo com amigos e as inúmeras fortificações da época - “Diário de uma viagem ao Brasil”, 1824, mais de 400 páginas, reeditado em 1990 - claríssima inspiração para a personagem ANA, também inglesa, escrevendo a bico de pena um livro homônimo, telenovela “Novo Mundo”, 2017. FONTES: Recortes de livros não identificados. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2017
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 30 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Andamos pelas ruas onde ele andou, no Rio de Janeiro... Teria dado um excelente prefeito. Boa pesquisa. Parabéns!

Postado por lucia maria em 25-06-2017

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.