Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio Autores & Leitores

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


929-T (c), Y, S-PARTE II



					    
Após a surpresa dos restaurante japonês, a reconciliação foi imediata e a ‘sherloca fêmea’ deu simbolicamente mão à palmatória, pois não descobrira nada do que chamara “mistério misterioso misteriosíssimo”. Meses depois, comprou um caderno com capa vermelha e me anunciou uma pesquisa de campo. Na mochila, um gravador quebrado... e sem pilha. (“Lá vem teatro” - pensei mudo.) Desta vez, não deu reviravolta no notebook. Acho mesmo que não fez pesquisa prévia alguma. Simplesmente me anunciou uma data. Dessa vez, calça comprida azul marinho e camisa de malha branca, sem desenho algum, uma boina de feltro, como uniforme colegial, batom leve, cor ‘nude’. Lábios nus?! Ah, deve ser a tal ‘cor de boca’, melhor nem perguntar nada... Perfumou-se com jasmim, como sempre, e lá fomos nós, estrada a fora, o Lobo Bobo e a Chapeuzinho Azul......... A caminho da capital, ainda antes do bairro da Liberdade, ambiente nipônico. Apresentou-se como jornalista de gastronomia. Precisava saber... 1 - SAQUÊ - Versátil aguardente japonesa de arroz, a bebida mais popular entre os japoneses - servida em todas as cerimônias religiosas e culturais do Japão. Pode ser bebida aquecida nos ‘sakazukis’, potinhos charmosos de cerâmica, ou gelada nos ‘massus’, copos quadrados de fibra sempre laqueados de vermelho, com sal pela borda, tira-gosto para aumentar o apetite, e sempre transbordando para o pires, que atrai prosperidade. Bebida forte! Bom não abusar dos “kampais” (brindes0, em especial o quente; 2 - Existe, sim, o saquê espumante - “leve e docinho” (muitíssimo caro, mas ELA pagou feliz duas doses do seu próprio dinheiro) - o abre-alas na carta de saquês do restaurante. Cardápio escrito à mão, com delicadeza. Caracteres japoneses, uma beleza! 3 - A melhor forma de se beber saquê, bebida leve e saborosa, é em taça, que valoriza o aroma, a cor e o sabor; brasileiro gosta de copo quadradinho, no Japão usado como medidor de arroz. Muitos saquês estão sendo feitos na Califórnia, com água e arroz de lá, porém dentro de uma adega japonesa. No Japão, há regiões que produzem grãos melhores de arroz, o “terroir”, e também importante é o grau de polimento de cada grão, terras e climas - o núcleo ou parte mais nobre é mais delicada, saborosa e menos impura. A bebida, feita a partir de arroz fermentado, é muito perecível e altera o paladar com o sabor do tempo, validade máxima da garrafa é de um ano. Certa marca japonesa durante 2 séculos foi a marca oficial da família real japonesa. No Brasil, ainda não chegaram o saquê gasoso, que contém infusões de frutas, como ameixas e cítricos japoneses. Á espaços climatizados em certs restaurantes, onde faz muito frio, temperatura em torno de 5 C, para guardar garrafas especiais de saquê, descansando em pé. 4 - Existem comidas feitas com saquê. “A cozinha japonesa combina otimamente com cerveja e alguns tipos de vinho, mas a delicadeza do saquê é a sua melhor companhia”, palavras do chef MURAKAMI. 5 - LENDA DO SAQUÊ (não existe tradição oriental sem lenda) - A inventora do saquê aquecido teria sido uma GEISHA, no século XVII, em função do frio rigoroso, que congelava os dedos de seu marido, após o dia de trabalho nos campos de arroz. Diante das mãos gélidas do amado, a esposa pôs a garrafinha de saquê debaixo de seu quimono de inverno, aquecendo-o naturalmente á temperatura do corpo (37 graus Celsius). ELA, delicadinha, cumprimentou em curvada reverência: “Arigatô! Sayonara!” EU. Distraído, em tentativa de aperto de mão: “Valeu, cara!” FONTES: “Depois do sushi, o saquê virou moda entre brasileiros” - “Seleção de saquê é a melhor do Brasil” - “Champanhe japa” - “Kampai” - rio, jotnal O GLOBO, 20/4/97. 24/4/10. 1/5 e 2/10/11. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2017
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 27 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Não foi em vão que ela se assustou (início), com possível aventura do galã; agora, a brincalhona foi ela.Parabéns!

Postado por lucia maria em 19-08-2017

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.