Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio KD Inovações Tecnológicas

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


SILÊNCIO DEMAIS TAMBÉM INCOMODA



					    
"Poluição sonora = problemas de saúde: doenças cardiovasculares e disturbios do sono." - ELA imprimiu e colou o recado na frente da geladeira, jornal-mural de casal. ----- Lera e ficara muito assustada ao saber que o intenso barulho comum das cidades grandes e foguetório festivo das pequenas ("Aqui, interior paulista, mas... muita gentona também...", ELA diz) traz muitos riscos, em especial para a audição. Em todo caso, marido surdo não escutaria as cantadas ("Cantorias é outra coisa, lá no palco do clube ou da tevê", explica para mim, tranquila, segura e confiante) do mulherio todo alegre e assanhadinho... E as obras nas ruas? Não há como impedir. "Aqui mesmo, uma enorme cratera onde caiu até um carro. Em três dias, barulhada-1 para aumentarem o buraco, barulheira-2 quando retiraram o carro e barulhada-3 para fechar" - não gosta de matemática, mas adora o quantitativo 1-2-3. E os bares com música em som altissimo até perto do amanhecer? Estando lá, ELA não percebe nada chocante... Canta na mesa, grita. A Academia Brasileira de Audiologia constatou vários prejuízos à saúde: zumbidos (aprendeu sobre labirintite) - se EU não trouxer bombons de cereja, vai piorar e precisará da cama grande só para ELA), insônia (acontece quando digo que o dinheiro está curto para o teatro mensal: aí, alega que EU gritei), aumento de produção dos hormõnios, da tireóide, dor de cabeça, hipertensão, coração acelerado, depressão (jamais triste, calada e quieta) e outros. Percebi que, ao contrário, a casa tem estado estranhamente silenciosa. EU escutava o toc-toc de um tamanquinho nipônico, brinde quando comprei um quimono para ELA. Opções: ora anda descalça ora anda de meia - disse que leu sobre um antigo Presidente da República, mineiro, ainda antes de Brasília... em plena sala presidencial, Palácio do Catete, governava descalço, usando meias pretas! E o sono? Dormir bem, no silêncio e na quietude, é fundamental para que o cérebro elimine toxinas acumuladas quando estamos acordados, protegendo contra doenças neurológicas. Cismou que o nosso colchão era muito barulhento, diz que "economizou 'niquinhos', tostões centavos"... (só rindo, mesmo!) e comprou um especial, de 'penas de pavão grego' (nunca ouvi falar). Aconselhável fazer Audiometria uma vez por ano, em caso de profissões barulhentas. A minha p-r-o-f-i-s-s-ã-o é braba, (Mulher é anja!) Ah, por certo ELA irá junto: "É um fono ou uma fonA? ----- Minha mulher botou no cachorro da casa ao lado o apelido de Mil Decibéis. Este é todinho feliz: solteiro! ------------------------------------------------------------------ FONTE (de inspiração): "Barulho é incômodo e prejudicial" - Rio, jornal O Globo, 20/10/13. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2018
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 11 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Dou plena razão à sua mulher - bombons de cereja ao licor, barra de chocolate e sorvete napolitano são magníficos para a boa saúde. E o andar descalça é exercício salutar. Parabéns!

Postado por lucia maria em 10-02-2018

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.